A religião do aleijadinho

Os coxos orgulham-se das suas muletas, os saudáveis dispensam-nas. O aleijadinho acredita que no futuro vai ter mais e melhores muletas. Os saudáveis esperam continuar saudáveis no futuro, sem necessidade de muletas. A religião do aleijadinho é a religião da crença nas muletas.  Do “futuro de progresso” das muletas necessárias a todos os aleijadinhos. Mais […]

Read more "A religião do aleijadinho"

A religião do lixo

Se há um problema é necessário inventar um lixo novo. A solução de todos os problemas é um novo lixo. Se alguém está infeliz é porque lhe falta um lixo qualquer. O crente no lixo, sempre que está infeliz, compra um lixo novo na esperança que esse novo lixo lhe traga a felicidade que lhe […]

Read more "A religião do lixo"

O cristianismo

A invenção do cristianismo O cristianismo foi inventado na primeira guerra judaico-romana. É uma peça de contra-informação criada para levar os judeus a submeterem-se aos romanos. Usam o discurso do movimento messiânico judeu (que iniciou a guerra) em favor dos romanos, afirmando que o messias já tinha vindo e que dizia “dá a outra face […]

Read more "O cristianismo"

A matilha de hienas

Este artigo é um comentário censurado por Francisco Louçã ao artigo Valha-me Deus, a Justiça é discutida A censura continua a ser uma prática pela esquerda, como se pode ver na conduta de Francisco Louçã. “Não é boa notícia, que a decisão do tribunal possa desviar-se da lei para navegar ao sabor das alergias de […]

Read more "A matilha de hienas"

Economista barbeiro-cirurgião

Quando, daqui a uns anos, disserem que no nosso tempo a população tinha de pagar os papelinhos coloridos (dinheiro) feitos do nada pelos banqueiros, vão perceber o grau de atraso medieval do nosso tempo. A população não tem qualquer dívida. O dinheiro é feito do nada e entregue aos do costume para colocarem a população […]

Read more "Economista barbeiro-cirurgião"

A criatura Kitsch

Kitsch é o estilo pretensioso e sem qualidade. Cópias toscas aplicadas a despropósito, são a marca do kitsch. Verkitschen traduz-se por trapacear, vender uma coisa em lugar de outra. A parolice, a burla, a falta de qualidade e o pretensiosismo do burlão, são o domínio do burguês: o mundinho da feira. O mundo kitsch é […]

Read more "A criatura Kitsch"

Liberdade e poder

Poder é a falta de liberdade de uma população. Quando uma população não tem higiene social acaba submetida aos seus parasitas. Quando uma população é obrigada a trocar a sua liberdade pela submissão aos parasitas, estamos na presença de poder. Poder em termos clínicos Poder é uma patologia social, ocorre com a junção de três factores: […]

Read more "Liberdade e poder"

O pilha-galinhas

“Quem tem meios é que manda” é este o atraso cultural que a barbárie ocidental apresenta. “Quem tem meios é que manda” como se a posse de meios fosse uma habilitação para decidir e não a marca do pilha-galinhas que rouba. Devem obedecer ao rico porque ele sabe roubar os outros. É esta a legitimidade […]

Read more "O pilha-galinhas"

A cultura loser

A cultura loser é proveniente do território loser, de fora do habitat da espécie humana. A cultura loser é a cultura dos perdedores que fugiram para fora do habitat humano. Na europa os loser não foram viver para o inverno do norte por gosto, fugiram para o norte onde não havia ninguém, para o reduto […]

Read more "A cultura loser"

Cultura ocidental

A “cultura ocidental” é a mistura das culturas das periferias do Império Romano. Misturou-se o atraso pré-histórico do norte germânico, com a miséria do leste semita. Um cadáver é um ponto de encontro de putrefacções. O cadáver do Império Romano foi o ponto de encontro do retardamento germânico com a insalubridade semita. A civilização era demasiado exigente para pré-históricos […]

Read more "Cultura ocidental"