A religião do aleijadinho

Os coxos orgulham-se das suas muletas, os saudáveis dispensam-nas. O aleijadinho acredita que no futuro vai ter mais e melhores muletas. Os saudáveis esperam continuar saudáveis no futuro, sem necessidade de muletas. A religião do aleijadinho é a religião da crença nas muletas.  Do “futuro de progresso” das muletas necessárias a todos os aleijadinhos. Mais […]

Read more "A religião do aleijadinho"

A religião do lixo

Se há um problema é necessário inventar um lixo novo. A solução de todos os problemas é um novo lixo. Se alguém está infeliz é porque lhe falta um lixo qualquer. O crente no lixo, sempre que está infeliz, compra um lixo novo na esperança que esse novo lixo lhe traga a felicidade que lhe […]

Read more "A religião do lixo"

O cristianismo

A invenção do cristianismo O cristianismo foi inventado na primeira guerra judaico-romana. É uma peça de contra-informação criada para levar os judeus a submeterem-se aos romanos. Usam o discurso do movimento messiânico judeu (que iniciou a guerra) em favor dos romanos, afirmando que o messias já tinha vindo e que dizia “dá a outra face […]

Read more "O cristianismo"

Moeda

Comentário ao artigo Ouro: Uma relíquia do passado?   Caro Silva, energúmeno, decorre do grego ergon (trabalho), e quer dizer trabalhador. Do latim obtemos o termo labrego, de labor (trabalho), com o mesmo significado. Portanto energúmenos, labregos e trabalhadores são todos uma só espécie: a do imbecil servo que obriga todos a obedecer à moeda […]

Read more "Moeda"

mito da híper procriação

Comentário ao artigo  O maior dos défices: o de nascimentos   Em que é que se baseia esse mito, que inventou que aumento populacional é bom? Percebe-se que um país é pobre, está a viver mal ou em guerra, quando a taxa de natalidade aumenta. Quando os efectivos duram mais tempo a velocidade de reprodução […]

Read more "mito da híper procriação"

o folclore de latrocínio

Comentário rectificado ao artigo Porque é que só se mudam procedimentos depois de casa roubada?   O caro Cabral sabe perfeitamente que um “estado”, na actual idade média, é um feudo da corte financeira. Na nossa querida idade média, o “estado” é propriedade dos “mercados”, deve-lhes obediência e tributos, como qualquer feudo medieval da altura […]

Read more "o folclore de latrocínio"

Rotina germânica

Comentário ao artigo O fim da linha para a zona euro?   Os germânicos são conhecidos há séculos. A ignorância dos políticos e “economistas” é confrangedora. O sul conhece a barbárie germânica há muito. Já Júlio César fala de uma barbárie tosca em que não se pode confiar nunca. Em tempo algum a barbárie germânica […]

Read more "Rotina germânica"